comunicação oratória blujobs

Qual a importância de ter uma boa oratória na hora de vender

Compartilhe esse conteúdo e nos ajude a impactar positivamente mais pessoas

Você deve ter ouvido falar de muitos cursos de oratória e deve ter pensado que era para um grupo específico de pessoas, que desejam fazer palestras e apresentações em público.

Mas a oratória vai muito além de ser um bom palestrante.

Aqui, mostramos as ligações de técnicas de oratória e vendas, que lhe proporcionarão o diferencial para suas vendas e sua credibilidade no ambiente comercial.

Oratória e Persuasão

Uma habilidade importante, que engloba a habilidade de oratória, é a habilidade de persuasão ou a capacidade de conquistar o cliente.

 Dentro e fora do local de trabalho, o poder da persuasão pode levá-lo longe e tudo começa aprimorando essas habilidades de oratória. 

Dominar a oratória resulta em um aumento na confiança e, com isso, uma presença positiva é reconhecida na frente de um cliente. 

Para fazer um caso forte, a capacidade da oratória não é apenas importante, mas essencial para avançar. 

Por exemplo, para expressar por que um determinado produto ou ideia seria um tópico interessante para um editor de uma publicação, deve-se usar uma linguagem forte o suficiente para provocar intriga e curiosidade. 

Um ótimo pitch vai persuadir o consumidor ou editor a querer saber mais. 

Ao abordar qualquer público com uma ideia ou argumento a favor ou contra algo, falar em público permite que você exponha seu caso de forma convincente.

Oratória e Empatia

Faz parte de uma boa oratória também a habilidade de criar conexão emocional com o cliente.

Dentro do atendimento ao cliente, além de ter total domínio sobre o assunto que você irá abordar, é necessário ter uma escuta ativa, para assim observar as necessidades do cliente.

Ao dominar a sua comunicação, você também poderá observar no cliente as suas preferências e criar conexões, tendo pontos em comum, para que o cliente se sinta valorizado e à vontade na sua presença.

Oratória, Persuasão e Resolução de Problemas

Perceba também que, ao ser empático e ter uma boa comunicação, exige que você possa ter um jogo de cintura ao lidar com as suas necessidades e as necessidades do cliente.

Em vez de contar ao cliente em potencial todas as razões pelas quais ele deve comprar seu produto (o que pode parecer agressivo e desanimador), concentre-se em compartilhar todas as razões pelas quais seu produto pode ajudar a resolver o problema. 

Ao manter as preocupações deles à frente e no centro e posicionar sua oferta como uma solução, você está mostrando ao cliente potencial o valor do seu produto sem ser excessivamente insistente.

Oratória e Tom de Voz

Exatamente por isso, é necessário buscarmos maneiras de utilizarmos o tom de voz da melhor forma possível esta ferramenta essencial na nossa vida.

Se utilizada de forma estratégica você diminuirá a resistência que algumas pessoas podem demonstrar ao que dizemos.

O que pensam em relação a nós, bem como a imagem que os outros têm ao nosso respeito, também são fatores ligados de forma bem íntima à nossa dicção.

Para que você passe uma imagem mais positiva e impulsione suas habilidades comunicativas, há algumas técnicas e dicas que podem ser bem úteis. Por exemplo:

1. Atente-se à dicção:

Há alguns casos em que devido a problemas de dicção, o tom da voz acaba comprometido. 

O importante antes de tudo é identificar se você possui algum problema de dicção e, dependendo do caso, procurar um (a) fonoaudiólogo (a).

Em casos simples, algumas técnicas ajudam muito. Por exemplo, nutrir o hábito de aquecer a sua voz antes de uma exposição oral, é uma delas. 

2. Ouça a si mesmo:

Autoconhecimento é peça-chave para sua evolução nos diferentes aspectos da vida. E com o tom de voz não é diferente.

Procure gravar você mesmo falando. 

Com isso, além de perceber vícios de linguagem, sílabas e palavras que têm dificuldade em pronunciar e demais pontos a se trabalhar, você terá ideia do seu tom de voz e poderá melhorá-lo.

3. Module sua voz:

Modular a voz é uma técnica que permite a variação de diversas características da voz, alterando-a entre um trecho e outro de fala.

Ou seja, variando a tonalidade, a altura, a frequência, o volume, e em alguns casos, até mesmo o timbre da voz.

4. Equilibre o ritmo da fala:

Encontrar e manter seu ritmo de fala equilibrado, é fundamental para uma comunicação eficaz.

Ritmo e velocidade na medida certa, ou seja, não tão veloz que os outros não possam compreender. Não tão lento, que as pessoas possam dormir.

Existem muitas outras técnicas que podemos esmiuçar aqui, para que você utilize ao falar com seu cliente.

Contudo, o que podemos destacar aqui é que a observação da ação e reação, que se aplica muito bem na comunicação e oratória.

Isso significa que, dominar sua fala e comunicação, ou seja oratória, é o que vai te destacar num ambiente comercial, e buscar o aprimoramento da sua oratória deve estar no topo da sua lista.

Se você quer levar seus resultados para o próximo nível então precisa participar da imersão em estratégia de vendas da Blu marketing digital! Acesse agora mesmo e cadastre-se!

Compartilhe esse conteúdo e nos ajude a impactar positivamente mais pessoas
×